sexta-feira, 8 de maio de 2009

Anexo do post anterior

Esse texto eu escrevi faz uns dias.. É bem metafórico e tal. Acho que se você leu o post aterior você deve começar a ter alguma idéia do que se trata o texto. rsrsrs.

TÍTULO: AS BOLHAS DE SABÃO.

Inocente criança. Olhos sem maldade e regrados de ingenuidade. Ela não sabe. Não tem idéia que na sua humildade brincadeira de fazer bolhas de sabão, cria um representação do mundo de quem já perdeu esses olhos serenos. É no soprar que formam as bolinhas de sabão. Uma a uma vão se espalhando pelo ar. Cada bolha é uma unidade independente. Uma unidade que é delimitada rigorosamente. Às vezes vemos umas grudadas nas outras. Acontece. Mas cada uma é um só. E mais nada. Cada qual com seu espaço. Cada qual, percorrendo o seu rumo. Pobres bolhas. Não sabem que basta um vento mais forte para que estourem. Se ao menos tivessem essa consciência, quem sabe prestariam mais atenção na realidade que as cerca. Mas elas não sabem. E continuam ali, vivendo suas vidinhas de forma egoísta. Não as culpa, na verdade. Não sabem nada sobre a vida. Passam todo o tempo tentando encontrar o caminho certo a seguir. Não tem tempo para pensar. Nem para sentir. Coitadas, quando perceberem que são meramente bolhas, já será tarde de mais.

2 insanidades:

Fernanda Lemos disse...

Ai, eu fiquei com pena delas agora, gosto tanto de bolhas! =/

rsrs.

ótima postagem
;*

mariana lopes disse...

bolhinhas, bolhinhas *-* adooro!
muito lindo.
admito, eu não li o post anterior, mas mesmo assim eu gostei desse :D
PARABENS, teu blog ta perfeito :*

© 2008 Por *Templates para Você*