domingo, 25 de janeiro de 2009

O Casamento (PARTE FINAL)

Bom, chegou a hora do casamento. Lá estava eu sentada na igreja. Observando tudo, como sempre. A primeira madrinha chegou, a melhor amiga da nossa querida noiva. Quer imaginar como essa madrinha era? Imagina um vestido na cor do bom bom sonho de valsa. certo. sabe a capa do drácula? que tem aquele negócio no pescoço? Sim, ela tinha um daquele só que era todo torcido. P-É-S-S-I-M-O. Era uma figura pior que a outra. Tinha uma outra vestido com um terninho vermelho com bolas pretas e dois enormes LAÇOS no ombro. eu fiquei imaginando uma joaninha. É sério! A parte do casório em si foi muito bonita. E naquela hora que a noiva entra da MUITO NERVOSO o noivo la prontamente olhando fixo para porta e aquela música (no caso instrumental e cantada no estilo lírico) me deixam COMPLETAMENTE nervosa. Mas isso também não vem ao caso :O Vamos para festa agora.
Bebidas, comidas, tudo farto. Na mesa meu irmão com a namorada, meu primo com a namorada, meus tios, minha avó e minha prima. Que me salvou pois também estava avulsa lá. Ana* é daquelas que fala tudo que pensa. Ela é mais velha que eu tem 26 anos e mora em outra cidade. Mas a gente se dá bem. Ela que já havia bebido um pouco de mais, estava falando mais ainda. Quando me passa a madrinha sonho de valsa ela me solta essa: 'Olha só um bom bom andando pela festa.. Você caiu da mesa de doces?' '-ANA!' eu gritei. A mulher passou olhando feio para nós. claro! O.o' O que mais me deixa pensativa em reuniões familiares como essa, é pensar que tantoS alí vivem em pé de guerra sempre tem as fofoquinhas dentro da família e coisas assim. Mas em raras ocasiões você vê ali todos junto e teoricamente felizes. Seilá.. isso me da uma vaga sensação de falsidade, mas não assim por mal.. Uma coisa meio forçada sabe? Não sei explicar!
Enfim. Bom, certas coisas não mudam. Minha avó sempre elogiando minha tia Helô*. Tudo dela é sempre o melhor, o mais lindo, o mais isso e aquilo. Isso me irrita MUITO. Mas também ja acostumei. Família a gente só tem uma, ou a gente aceita ou vai viver brigando... Uma parte bonita, foi quando passou fotos e apareceu me avô que faleceu a pouco tempo. A família toda se emocionou e ali eu senti sinceridade geral. É nessas horas que você a fragilidade de cada um. (...)
Bom a melhor parte. A 'querida' noiva! Cadê? Não veio a nossa mesa, sumiu. Algum tempo depois encontramos.. Fomos cumprimentar, afinal a educação vem a cima de tudo. Quer dizer, deveria vir.. Ela simplesmente ignorou geral, e até com minha avó que sempre recebeu ela em sua casa foi totalmente grossa. E minha prima Ana p* da vida, pois alguns minutos Margarett bateu a porta do banheiro na cara dela... só rindo. No final da festa todos bêbados menos eu, meu irmão e a Jake. Eu e minha prima ficamos até mais tarde. Na hora de ir embora fomos dar um abraço no meu primo e novamente a noiva fugiu de nós! É inacreditável. Na volta o assunto não mudou e todos comentavam sobre o casório. E eu estava ali olhando aquelas arvores passando rapidamento pela janela e pensando: O QUE EU ESTOU FAZENDO AQUI? O.o"

2 insanidades:

Talita disse...

hahahahahahahaha o melhor é a madrinha sonho de valsa! ótima história!! lindo o blog! beijo!

Jú-blog1 disse...

Bela seu blog tá lindo e a história sem comentários!!! você escreve de uma forma muito comica.. da hora! passa no meu depoi! abraço! Jú

© 2008 Por *Templates para Você*