quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Gravidez na adolescência.

Esse assunto já causou polêmica no meu grupo ‘social’. O que você acha sobre gravidez na adolescência, algo que hoje está comum? A maioria das pessoas que eu conheço responderia essa pergunta assim: “A menina que é uma irresponsável! Onde já se viu”. Coisas do gênero. Eu não gosto de julgar as pessoas assim. Eu penso que quando aponto o dedo par alguém, estão 4 voltados para mim. Tento pensar assim sempre. Hoje em dia é fato que os jovens estão informados sobre como se previnir. Engravidar não é briquedeira de criança, embora alguns jovens não perceberam isso ainda. Apesar de tudo isso, eu acho que o julgamento para com uma adolescente grávida não é o certo. Conheço uma menina que ficou grávida este ano na minha escola. O pessoal pareceu ser até muito ‘prestativo’ e resolveram pagar a formatura para a menina, pois ela não poderia mais ir devido aos gastos da gravidez. (Aumentava coisa de 5 reais para cada um) Escutei uma menina dizer (com certeza não foi a única) para outra: Eu que não vou pagar nem um real, ela soube fazer não soube, agora que se vire! Essa falsa ‘moralidade’ me irrita. Queria ver se fosse ela, passando por um momento difícil e alguém dizendo isso. As pessoas são assim, e é isso que eu não me conformo. Julgam da mesma forma como respiram. Não param para pensar. Quando alguma amiga me diz ‘Fulana está grávida!’ Eu penso que a menina já vai pagar pelo seu descuido assumindo uma posição tão importante e difícil na vida: Ser mãe. Não que apóie a gravidez precoce eu apenas acho que ninguém é melhor ou superior a ninguém para julgar o próximo. Conhece aquela frase? Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é. Hoje em dia existem inúmeras maneiras de prevenção, se a menina e O MENINO se descuidaram os prejudicados serão eles. Eu sempre sou julgada como ‘a certinha’ mas eu tenho cabeça aberta para conversar e opinar sobre diversos assuntos. A maioria das pessoas se dizem muito liberais, mas na verdade são as primeiras a julgarem. É isso pessoal, de sua opinião a respeito! Um Beijo!

15 insanidades:

Deni disse...

a pessoa engravida...
comprotmete toda uma vida....
inocencia + curiosidade + uyma pitada de ignorância...dá nisso..
e naum adianta voltar atrás..
abortar só em caso de voo.....iauhiuahuas abortar vooo . . .
asjoajsioa .
feto....nenem..criança....isso é crime e naum saída.....e temos q lamentar...cada vez mais meninas novas.....gravidas..pobres....e ferrando tudo . . ..

parabens pelo blog moça

vi la na comunidade.
quando puder me visite em:

www.bagageirodocurioso.spaceblog.com.br


sera bm vinda"!

PakiiT[O] disse...

eeh. uum problemaa issu,
boom euu namoroo a 7 meses,
e noom engraavideii miinha namooradaa atée hoje :D
graças a Deus,
ja passamos sustos, mais nada de gravidez, e se depender da gentee,
noom vamos teer filhoos :D
Vamos adotar :D
elaa ée miinha parceeira di blog :D
ii com elaa kii vou casaar, ii adotar filhos (H)

visiitê uu nusso bloog :D

www.doispetelecos.blogspot.com

Ju disse...

Muito legal tocares nesse assunto Bela! É verdade, isso já está comum, ainda mais aqui no Brasil. Acho que cada um sabe onde acerta e onde erra, e os outros não deveriam julgar sem saber de fato o que aconteceu. Tanto pode ser ignorância, falta de instrução, como pode ter sido um acidente super inesperado, por falta de sorte. Acho que as pessoas têm mania de julgar aquilo que não conhecem, e isso me deixa totalmente irritada também!

Só esperamos que cada vez mais esses "acidentes" possam ser evitados. E isso depende das escolas e principalmente dos pais.

Legal o post ^^

Carioca disse...

o imediatismo prejudica o planejamento. conscientiza e livra-se das visitas de mas surpresas.

http://raciocinioquebrado.blogspot.com/

Vítor Torrez disse...

É...difícil mesmo falar algo sobre esse assunto.
Ao mesmo tempo em que condeno, pois considero uma falta de responsabilidade, tenho certeza de que pode acontecer com qualquer um, e, caso acontecesse com um de nós, a primeira coisa que precisaríamos seria uma mão estendida para ajuda, não para apontar os erros.
Colocar uma criança no mundo não pode ser encarado como brincadeira. Uma vez feito o erro (quando não é anteriormente planejado), temos que assumir a responsabilidade e criar a criança preparando-a para a vida, para que não cometa os mesmos erros dos pais (e não falo apenas sobre a gravidez) e seja bem sucedido no que pretender.

(Eu falaria mais, mas seria quase um post completo, então deixo para fazê-lo outra hora lá no blog =D)

Belo post ;D
Um beijo,

Vítor Torrez

P.S.: primeiro você me diz que tem um mês a mais do que eu para aproveitar antes de responder pelos seus atos e em seguida faz um post sobre gravidez na adolescência o.o'
rsrsrsrsrsrs xDD

p edro disse...

É, eu precisei sentir na pele pra saber como é.
Em alguns momentos você até comentar, não deseja isso pra você e até repudia quem passa por esse tipo de situação, mas quando VOCÊ passa é que você sente o peso da situação. E não adianta dizer que não teve informação, não sabia que precisava ou que confiou numa pílula. A falha é coletiva e arcar com as consequências disso (de maneira sadia ou cruel - em alguns casos) depende apenas de você.

Gostei do blog.

Um beijo!

Franciele Schaefer disse...

Assunto polêmico, este. Pois bem. É complicado não julgarmos a menina, e o menino, pelos seus atos. Afinal, eles se descuidaram, só pensaram no momento, e a coisa foi feita, não é? Mas com certeza, ser mãe já é, de certo modo, uma forma de pagar por sua inconsequência. Criar tamanha responsabilidade de uma hora pra outra, tirada não sei de onde, para cuidar de si e de mais uma pessoa, um bebê. Enfim.

Acho que a partir do momento em aconteceu, o jeito é aguentar o que está por vir. E pessoa alguma deve julgar. Nunca se sabe o que ainda pode acontecer, e o quando precisaremos de ajuda. Um ombro amigo SEMPRE faz bem, e se olhar no espelho é fundamental. O que deve e precisa acontecer, é a prevenção. Isso parte de cada um, pela instrução familiar e escolar. Na verdade, hoje em dia, basta olharmos televisão que já não estaremos tão desinformados assim.
É o que penso.

Blog muito legal, Bela! Adorei o post! (desculpa-me pelo texto, me empolguei HAHAH)

Beijo!

Vítor Torrez disse...

Três comentários no mesmo post....realmente, um belo recorde (não que eu já não tenha feito o mesmo aqui em algum dos teus) ;D
É bom, ninguém olha os nomes de quem comentou, daí fica a impressão de que o blog é popular (nada mais do que a pura verdade, não? xD)
Eu estou pensando em algum novo post, daí tu já pode responder começar a responder em um novo ;D
rsrsrs

Beijo

Vítor Torrez disse...

"vou deixar você com essa dúvida angustiante :P
(6) muuuuaaahh "

Wow
Quanta maldade!
Estou me remoendo aqui em casa com essa dúvida o.o'
Sinto que ainda saberei a resposta
mwahahaa

João Paulo Santos disse...

Filhos se tem em qualquer idade, porém tem que ter responsabillidade para isso. Filhos na adolescência é complicado, pois os pais prdem muito das experiencias qeu são adquiridas nessa fase da vida e passam a se "preoculpar" com os filhos!


Adolescêmcia, é uma fase de aprendisagem, diversão e construção, filhos limitam tudo isso!

Humberto Camargo disse...

A sociedade é bastante demagoga o a todo momento infelizmente somos julgados.
Mas tocar no assunto e propor troca de ideias, é uma ótima iniciativa.

Humberto
www.tatucomcobra.blogspot.com

Rafael Pires disse...

è algo concreto dizer que todo jovem sabe que transar engravida. Infelizmente os jovens pensam que isso é brincadeira. tem muita menina que engravida pra segurar namorado, por coisa boba. E tem garoto que vai nessa!

Anônimo disse...

Nem td éé de tal forma, que seja mãe adolecente ou naum vai cuidar e amar oq e seu nada muda apenas a mediocridade das outras pessoas gravides naum prende ninguem muito menos quem naum quer filho como mtos caras por ai q so fazem entaum pra as meninas fiquem mas atentas pra depois naum se arrepender e as que ficaram gravidas força e que tenha consiencia pra dar uma boa criação e amar seus filhos.....

Anônimo disse...

é simm mt dificil...tenho 15 anos e estou no começo do 3ª trimestre gestacional.... ja amo meu bb é mt dificil msm descobri a poucos dias da gravidez ... pretendo ter e o pai da criança é mt compreensivo, ele me apoia em td e quer qe eu va morar com ele ... es a questao... oqe é mais dificil pra uma mãe...saber qe sua filha esta gravida tao nova?ou qe ela vai partir pra dar um lar pra criança?

Anônimo disse...

é simm mt dificil...tenho 15 anos e estou no começo do 3ª trimestre gestacional.... ja amo meu bb é mt dificil msm descobri a poucos dias da gravidez ... pretendo ter e o pai da criança é mt compreensivo, ele me apoia em td e quer qe eu va morar com ele ... es a questao... oqe é mais dificil pra uma mãe...saber qe sua filha esta gravida tao nova?ou qe ela vai partir pra dar um lar pra criança?

© 2008 Por *Templates para Você*